Dicas para um passeio nas nuvens

DSC_9498 2
Antes de ser mãe eu era o tipo de passageira que mal via um bebé a aproximar-se no corredor do avião fechava os olhos e pedia, imaginariamente mas com muita força, para que se fosse sentar bem longe de mim. Depois veio a Mia, passei para o “outro lado” mas a minha ideia pré-maternidade ficou reforçada: viajar de avião com um bebé ou criança pequena pode ser um pesadelo.

A estreia da Mia foi aos 4 meses, num voo de Lisboa para Luanda. Lembro-me que comecei a sofrer em antecipação. Seriam cerca de oito horas enfiada (sozinha) num avião com uma bebé. E se ela vai a berrar durante o tempo todo? E se lhe doem os ouvidos? E se eu não a consigo acalmar nem por nada? Lembro-me que me fixei numa ideia: são 8 horas. Aconteça o que acontecer não será nem mais nem menos do que isso. 8 horas que vão terminar ao fim de… 8 horas. Inevitavelmente.

DSC_9609 3

A viagem correu bem e a nossa experiência aérea com ela tem sido, até à data (lagarto, lagarto, lagarto) quase um passeio nas nuvens. Mas sem dúvida que voar com bebés ou crianças pequenas causa ansiedade. Por isso fizemos uma lista com algumas dicas que resultam connosco e que podem ajudar pais na mesma situação de stress pré-voo:

  • Escolher bem o lugar. Quando são bebés é importante fazer com antecedência a reserva do berço, que só existe em alguns lugares do avião. Dá para eles e para nós descansarmos um pouco, e mesmo que o bebé não durma, o berço sempre nos liberta os braços durante algum tempo para re-organizar a bagagem e tomar as refeições. Com eles mais crescidos o lugar acaba por ser indiferente.
  • Levar à mão tudo o que precisamos, especialmente se viajamos com um bebé (água, leite, fraldas e, muito importante, várias mudas de roupa completa. “Shit happens”, literalmente).
  • Por causa da altitude os ouvidos podem ressentir-se e ajuda recorrer à chupeta ou ao biberão no caso dos bebés. Para os mais crescidos: snacks (bolachas, cereais) que também são úteis para satisfazer os apetites mais vorazes fora das refeições.
  • Optar por voos nocturnos ou voos à hora habitual da sesta, o que eleva a probabilidade da criança ir a dormir o tempo quase todo. Esta dica – do voo nocturno – é quase unânime mas connosco não resulta tão bem. É verdade que a miúda dorme o tempo inteiro mas eu não, e o primeiro dia de chegada ao destino torna-se demasiado complicado. É uma questão de se avaliar se é preferível gerir a viagem de dia ou de noite, jogando com as diferenças dos fusos horários.
  • Ser o mais simpático possível com as pessoas à nossa volta e pedir ajuda, sempre. Seja para fechar o carrinho antes de entrar no autocarro, para colocar a mala na bagageira, para dar um olho à criança enquanto vamos à casa-de-banho.
  • Ter sempre uma novidade à qual recorrer em momentos críticos, quando o cansaço ou a irritação ameaçam chegar. Pode ser um brinquedo, um livro para colorir, um puzzle, um chupa-chupa…
  • … sem esquecer que o tablet ou o telemóvel podem ser a bóia de salvação de qualquer viagem. Principalmente se estiverem apetrechados de aplicações divertidas, filmes, fotos e séries. Que se acalmem os pais anti-gadgets: estamos fechados com a criança a vários metros de altitude rodeados de pessoas que não conhecemos de parte alguma e que, na maior parte dos casos, quer dormir ou descansar em paz. Vale quase tudo para manter a nossa criança calma e feliz.
  • Aproveitar os momentos fora do serviço das refeições, e quando não há turbulência, para ir à casa de banho ou mesmo só para esticar as pernas no corredor e quebrar a monotonia de estar sentado. Quando estão em idade de aprender a contar, por exemplo, ir enumerando o número de passageiros ou de janelas pode ser um bom passatempo.
  • Optar por companhias aéreas amigas das crianças. Existem rankings para este critério. Temos sido fãs da TAP. Começam por entregar um presente (mochila com revista de actividades e caixa de lápis) que faz os pequenos sentirem-se importantes e tem entretenimento de bordo específico. Estou com altas expectativas em relação a algumas companhias que vamos utilizar nesta viagem. Depois conto por aqui.
  • Famílias com crianças têm prioridade no embarque e, em termos de logística, até é conveniente entrar cedo e estar mais à vontade para arrumar a bagagem de mão, caso seja volumosa. Mas…quem é que tem pressa para entrar com uma criança num sítio onde vai passar sentado as próximas longas horas?!
  • Dependendo da idade da criança explicar o que vai acontecer. Que vamos andar de avião e que vai ser divertido, vamos demorar algum tempo mas podemos fazer desenhos, jogar às cartas e ver desenhos animados, e voar como os pássaros. As crianças podem até nem entender muito bem toda esta racionalização mas aos adultos é capaz de acalmar…

P.s.: Por vezes, contrariamente ao que escrevi no início, 8 horas de voo podem ser um pouco mais do que isso… Na nossa última viagem para Luanda, já nos preparávamos para a aterragem e comecei: “Yupi! Já estamos mesmo quase a chegar, filha!”, “Já vamos ver o papá”, “O avião já está a descer, Mia, olha só!”, “Estamos quase em casa…”. Foram 45 minutos nesta lengalenga empata-birra até que veio o aviso do piloto: “Não é possível aterrar em Luanda. O avião será desviado para Brazzaville, no Congo!”

Tomem lá mais uma hora de voo de Luanda para Brazzaville (com o stress de querer saber o que raio teria acontecido), mais uma hora no aeroporto congolês para abastecer combustível e mais uma hora a voar de regresso de Brazzaville para Luanda.

E lá se foi o meu mantra! Afinal, 8 horas podem não ser bem 8 horas… mas quais as probabilidades de alguém estar num avião que é desviado para o Congo?!

congo

Boas viagens! E contem-nos: quais os vossos truques para andar de avião com crianças sem originar um motim a bordo?

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s