Quantas faces tem o paraíso?

IMG_4771 (2)

As Fiji são a concretização do postal de férias perfeito: ilhas de praias com areia branca, águas mornas e azul turqueza, palmeiras, flores exuberantes, corais e peixes de todas as cores. Por aqui gravaram-se filmes como A Lagoa Azul com Brooke Shields e Náufrago com Tom Hanks. Não é preciso acrescentar muito mais sobre o cenário onde nos encontramos: é o paraíso. Mas o paraíso quando nasce está longe de ser para todos.
Ler mais

Quem quer comprar uma ilha paradisíaca?

IMG_8199

Desde o início da viagem colecciono revistas de viagens e de bordo dos países e aviões por onde passamos. Apesar de toda a nossa bagagem não resisto a ir juntando mais carga. Isto dos blogues é muito moderno e prático mas o meu “negócio” são mesmo as palavras escritas impressas. E tenho o vício das revistas.

Ler mais

Eles têm o mundo nas mãos

IMG_4889 (2)
Aterrámos em Nadi, e decidimos ir para Navala, uma aldeia na margem do Rio Ba, aninhada nas montanhas de Viti Levu, a ilha principal do arquipélago das Fiji. Entrar numa aldeia fijiana acarreta um certo protocolo. É preciso comunicar a nossa presença, obter a autorização do chefe da aldeia, trazer uma oferenda ou pagar uma propina de entrada. Só depois um guia leva-nos numa visita e podemos estar à vontade. Assim fizemos.
Ler mais

Fiji: onde o Vasco ganha ao Cristiano

13415468_1031219040331487_5823655575419549990_o

São mais de três meses a rodar meio mundo. Recordo: Japão, Birmânia, Singapura, Austrália e Nova Zelândia. Nestas andanças perguntam-nos muitas vezes: “De onde são?”. A seguir à nossa resposta, na grande maioria das vezes, recebemos um entusiasmado:
“Ah! Cristiano Ronaldo!”
Mas depois, depois há um pequeno país-arquipélago plantado no Oceano Pacífico com águas transparentes, palmeiras e sorrisos. Sorrisos que são ainda mais transparentes do que as águas e mais frondosos do que as palmeiras – agora até devastadas pelo ciclone Winston de Fevereiro último. Mas nos sorrisos, nesses, não se vislumbra sinal de devastação.
E, quando nesse lugar, sabem que vimos de Portugal há um taxista com uma camisa florida que diz com um grau de empolgação que conhecemos de outros futebóis e um sorriso que conhecemos daqui:
“Portugal! Ah! Vasco da Gama!”
A que acrescenta: “Aprendemos na escola”.
Não sei os índices mas o sistema de ensino fijiano vai à frente no meu ranking…
Serve isto para dizer aquilo que já perceberam… chegámos às Fiji! E a Mia já cumprimenta todos com um sonoro e maravilhoso: “Bula!”